segunda-feira, 19 de março de 2018

"Não Digas Nada" de Brad Parks [Opinião]


Este livro foi uma oferta da Suma de Letras a quem agradeço a oportunidade de conhecer um novo autor dentro de um dos meus géneros literários preferidos: o thriller.

Brad Parks foi o único autor a ganhar o Shamus, o Nero e o Lefty Awards, três dos prémios mais prestigiantes da ficção de crime.
Apesar de estar ciente deste facto, parti para a leitura sem qualquer expectativa dado que o autor era completamente novo para mim.

Não Digas Nada inicia-se, sem qualquer demoras, com o rapto dos dois filhos gémeos do juiz Scott Sampson. Um telefonema anónimo dá-lhe indicações sobre o que deverá fazer num caso de tráfico de droga prestes a ser julgado. Se não seguir à risca estas indicações, as consequências para as crianças serão terríveis.

É assim que esta família vê a sua vida completamente virada do avesso, de um momento para o outro.
Apesar de toda a chantagem e terror, Scott e Alison estão dispostos a tudo para recuperarem os filhos.


Este livro começa de forma explosiva, agarra a curiosidade do leitor e prende-o às suas páginas. À medida que progredimos na leitura, há partes em que esta se torna um pouco morosa e por vezes se arrasta, principalmente devido às questões relacionadas com o caso que o juiz Scott vai julgar. Apesar de ser importante para a compreensão da história, o caso pouco me cativou.

À medida que nos aproximamos do final, o livro vai ganhando ritmo. A vontade cada vez maior de vermos as crianças sãs e salvas incita-nos a ler. É uma leitura angustiante e alarmante.

O final é completamente imprevisível. Confesso que esperava um desfecho diferente, mas o autor não teve qualquer problema em despedaçar-me o coração. Mexeu de tal forma com as minhas emoções que, quando dei por mim, já tinha os olhos toldados de lágrimas.

Não me lembro de alguma vez ter chorado a ler um thriller, que não é um género literário muito propício a fazer chorar o leitor. Por esta razão, este livro foi uma surpresa porque conseguiu destacar-se e isso é um aspeto muito positivo.

Sem dúvida, fiquei com curiosidade em conhecer outras obras do autor e espero que brevemente outros dos seus trabalhos sejam traduzidos para a nossa língua.
Deixo aqui a recomendação de mais uma leitura para os apreciadores de mistério/thriller.

Classificação: 4/5 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário