quarta-feira, 24 de agosto de 2016

"A Maldição do Vencedor" de Marie Rutkoski [Opinião]


Começo por deixar os meus agradecimentos à Topseller (chancela da 20|20 Editora) por me ter cedido um exemplar deste livro, permitindo-me dessa forma conhecer uma nova autora dentro de um género literário que aprecio bastante.

A capa deste livro chama de imediato à atenção; não só é deslumbrante como também apresenta uma textura muito suave, assemelhando-se a cetim.

A Maldição do Vencedor apresenta-nos uma história de fantasia, onde encontramos um mundo com dois povos inimigos: os Valorianos e os Herrani. O povo de Herran foi conquistado pelo Valorianos há dez anos e, desde aí, os Herrani tornaram-se escravos dos Valorianos.

Este livro, que marca o início de uma trilogia, começa quando Kestrel, a filha rebelde do poderoso general de Valoria, vai parar a um leilão de escravos, onde se depara com um jovem, Arin, que parece querer desafiar o mundo inteiro sozinho. Intrigada e fascinada, Kestrel acaba por comprá-lo a um preço tão alto, que se torna alvo de mexericos na sociedade.
Contudo, Arin tem um segredo, e rapidamente Kestrel vai perceber que o preço que pagou poderá custar-lhe tudo aquilo que ama.

A autora conquista-nos desde o início com uma escrita organizada, concisa e fluida, apresentando o mundo que criou e as diferentes personagens. A narrativa é cativante e vai prendendo o leitor à medida que avança nos capítulos.

Encontramos dois mundos muito diferentes, que se desprezam e que, inevitavelmente, entram em confronto. Esta é uma história sobre vencedores e vencidos, sobre guerra e paz, amor e traição, onde se torna difícil escolher vítimas e vilões, dado que os papéis são invertidos de um momento para o outro.

A história encontra-se recheada de intrigas, jogos de poder, segredos e traições. Apesar de Kestrel e Arin serem jovens, as suas personalidades são já bastante maduras e ambos são capazes do melhor e do pior.

Esta é uma história com traços de crueldade e uma complexidade que me deixou intrigada e desejosa de conhecer mais. Esperava um final mais intenso mas, de qualquer forma, fiquei suficientemente cativada para querer ler os próximos volumes da trilogia. Espero não ter de esperar muito até serem publicados em Portugal.

Classificação: 3/5 estrelas

Nota: Este livro foi-me cedido pela editora em troca de uma opinião honesta.

Sem comentários:

Enviar um comentário