sexta-feira, 22 de outubro de 2021

«A Dança das Estrelas» de Emma Donoghue [Opinião]


«Não acredita que a história se repete? Leia este livro. É um romance impressionante. A Dança das Estrelas passa-se quase inteiramente numa única sala e desenrola-se ao ritmo de um thriller
Karen Thompson Walker, New York Times
 
A Dança das Estrelas foi uma leitura completamente inesperada. Mesmo depois de ter lido a sinopse, não estava preparada para o que iria encontrar.

Este romance de Emma Donoghue transporta-nos para 1918, para Dublin, Irlanda, na altura em que o país é arrasado não só pela guerra como também pela doença, nomeadamente a influenza, a gripe espanhola.
A história acompanhava Julia Power, uma enfermeira que trabalha num hospital sobrelotado. Ela cuida de grávidas que contraíram a gripe e que estão em quarentena.

Este livro decorre ao longo de três dias e é tão intenso que se lê à velocidade de um thriller. O ambiente é aflitivo e não queremos parar de ler. Contudo, por outro lado, alguns leitores (como eu) precisarão de algumas pausas para digerir o que estão a ler.
A ação decorre sobretudo numa enfermaria minúscula, sem condições, onde várias mulheres vão lutar não só pela sua vida, como também pela vida que estão prestes a fazer nascer.
 
[Fotografia da minha autoria]
 
O enredo situado durante a gripe espanhola foi a principal razão que me levou a querer ler este livro. A temática é extremamente atual, tendo em conta a pandemia que temos vivido. É arrepiante ver como o passado se repete.

Confesso que a temática da gravidez e dos partos não me agrada particularmente e este livro tem descrições arrepiantes. Em alguns momentos, fiquei mesmo agoniada e tive de parar de ler. Noutras alturas, dava comigo a pesquisar no Google alguns dos procedimentos mencionados, o que só contribuía ainda mais para a minha agonia.

As personagens que habitam este livro são sobretudo mulheres. Julia é uma enfermeira determinada, experiente e muito dedicada às suas doentes. A sua grande ajuda será Bridie, uma jovem ajudante voluntária, que é uma lufada de ar fresco. É ela que nos traz os melhores momentos do livro, ao mesmo tempo que nos angustia com os tristes acontecimentos da sua vida.
A Dra. Kathleen Lynn é uma personagem real: foi uma médica procurada pela polícia por ser uma líder revolucionária.

O final do livro deixou-me de coração nas mãos. Esperava tudo menos aquele final. Fiquei triste, depois de uma leitura tão intensa, mas também um pouco esperançosa.

Como conclusão, posso afirmar que foi uma leitura extremamente boa. Alerto apenas para o tema sensível que poderá incomodar alguns leitores. Se o queres ler, força, mas prepara-te porque é intenso!

Classificação: 4/5 estrelas

quarta-feira, 20 de outubro de 2021

Palavras Sentidas


«Penso que talvez estejamos mesmo nas mãos das estrelas, que, com os seus fios de seda invisíveis, nos atraem e puxam de lá para cá, e vice-versa.»


A Dança das Estrelas
Emma Donoghue 

terça-feira, 19 de outubro de 2021

«A Última Vítima» de Tess Gerritsen [Opinião]


«Outra viagem arrepiante. Uma das melhores de Tess Gerritsen.»
Associated Press

A Última Vítima é o décimo volume da série Rizzoli & Isles, de Tess Gerritsen, uma das minhas autoras preferidas de romances policiais. Volto a deixar a recomendação de que esta série seja lida por ordem.

Nesta nova aventura, a autora leva-nos numa viagem fascinante. O livro inicia-se com o massacre de uma família. O único sobrevivente é Teddy Clock, um jovem de catorze anos, que, pela segunda vez, sobrevive a um assassínio em massa.
A investigação de Jane acabará por se interligar com um colégio interno de alta segurança. Este colégio já foi mencionado nos dois livros anteriores da série e volta agora em grande destaque. É o colégio no qual se encontra Julian, um protegido de Maura, juntamente com outros jovens que tiveram passados complicados.

Sem querer revelar muitos detalhes do que acontece neste livro, posso referir que foi uma leitura que me entusiasmou numa fase em que andava a ler pouquíssimo. Tess Gerritsen é uma autora sempre segura nestas ocasiões.

Gostei especialmente que este livro decorresse em Evensong e, dessa forma, ter reencontrado uma personagem do oitavo livro da série.
 
A autora continua imparável a trazer-nos narrativas bem estruturadas, repletas de ação e suspense, com mais pormenores no desenvolvimento da vida das personagens residentes. A família de Jane continua com problemas e Maura, por sua vez, mantém-se de coração destroçado e com dificuldade em confiar nos sentimentos dos outros. Diria até que Maura está numa fase em que deseja uma mudança.

Em nenhum livro da autora eu consegui adivinhar o assassino ou o culpado pelos crimes e este não foi exceção. Cheguei ao fim sem conseguir desvendar o mistério e acabei surpreendida, uma vez que surgiram algumas reviravoltas inesperadas.

Como conclusão, creio que posso colocar A Última Vítima entre os meus preferidos da série e mal posso esperar por me atirar aos dois volumes seguintes, à espera na estante.
Volto a deixar aqui o conselho: lê Tess Gerritsen!

Classificação: 5/5 estrelas

sábado, 16 de outubro de 2021

Projeto Conjunto | Empréstimo Surpresa [Desafio]


Hoje venho dar resposta ao desafio que a Silvana criou para o livro Duquesa do Meu Coração.

Aqui está ele:

DESAFIO:

Quem é que também merece um livro?
 
Por vezes, os livros têm personagens secundárias que também elas mereciam ser protagonistas.
 
Escolhe uma personagem secundária deste livro que merecia um livro só para ela.
Descreve três acontecimentos importantes desse livro.

A MINHA RESPOSTA:

Vou escolher o Case, irmão de Justin e melhor amigo de Jillian. Durante a leitura, senti muita curiosidade por esta personagem e desejei mesmo que houvesse um livro dedicado à sua história. De acordo com o que pesquisei, os volumes seguintes da série centram-se em novas heroínas e não em personagens secundárias deste livro.
 
Os três acontecimentos importantes desse livro seriam:
- Como lidou Case com o casamento de Jillian com o seu irmão, uma vez que ele nutria uma paixão por Jillian;
- O momento em que Case conhece a mulher que virá a roubar o seu coração;
- Um segredo que ameaça separá-los e de que forma irão ultrapassá-lo para ficarem juntos.

quinta-feira, 14 de outubro de 2021

«Duquesa do Meu Coração» de Maya Banks [Opinião]


Há algum tempo que eu andava com vontade de ler um romance de época. Tinha lido um nos primeiros meses do ano e, como este género não abunda na minha estante, fiquei mesmo contente quando este livro me foi emprestado.

Duquesa do Meu Coração retrata o tema da violência doméstica. Jillian tinha um casamento que era um verdadeiro pesadelo. No dia em que recebe a notícia de que o marido morreu, ela não cabe em si de contente. Insiste que não quer fazer o luto por um homem tão horrível, acabando assim por desafiar as regras da sociedade.
Por sua vez, Justin, o oitavo duque de Whittington, quer salvar o nome da sua família do escândalo que o seu irmão, Case, está a criar. Isto porque Case é o melhor amigo de Jillian, porém, aos olhos da sociedade, eles não passam de amantes.

É talvez um pouco previsível sabermos que Justin considera Jillian uma mulher completamente irritante e escandalosa, contudo, vai acabar por mudar de ideias. Assim, estas duas personagens vão começar por se odiar, até desenvolverem sentimentos uma pela outra.

[Fotografia da minha autoria]

Apesar destes pequenos aspetos mais previsíveis, a história torna-se muito interessante porque surgem cartas misteriosas e um perseguidor disposto a fazer mal a Jillian, e todo este suspense ofereceu dinamismo à narrativa.

Passei algumas semanas desconcentrada e sem cabeça para ler, fui lendo este livro aos pouquinhos e ele acabou por me devolver algum prazer pela leitura.

Fiquei muito curiosa em relação à história de algumas personagens secundárias, nomeadamente Case e o misterioso primo Hank, contudo, fui pesquisar e os livros que dão continuidade a esta série centram-se em novas heroínas e não em personagens masculinas secundárias deste livro, o que é uma pena.

Gostei de conhecer mais uma autora dentro do romance de época, senti-me cativada e permanece a vontade de explorar outros dos seus romances. Não sendo este o meu género preferido de leitura, são romances que aprecio e que me ajudam a descansar de outras leituras mais densas.

Classificação: 3/5 estrelas

quinta-feira, 7 de outubro de 2021

Momentos WOOK

Quem já tinha saudades dos Momentos WOOK?
 
São 20 % de desconto em todos os livros, incluindo as tão desejadas novidades!

Podes usufruir do desconto e ainda utilizar dinheiro do teu IVAucher, se for o caso.

Clica na imagem e aproveita!


Ainda estou indecisa em relação ao livro que vou aproveitar para comprar. Há algumas novidades a piscar-me o olho.

Não te esqueças de partilhar comigo a tua compra!

sexta-feira, 1 de outubro de 2021

Aquisições: Setembro

É impressão minha ou o mês de setembro passou a voar? Foi um mês bastante bom, mas ainda pautado pela pouca vontade de ler.
Terminei um livro que iniciara no final de agosto e iniciei um outro, que espero finalizar dentro de poucos dias.

Foi um mês mais recheado de livros interessantes e também o mês em que regressei às compras.

Aqui estão os livros que chegaram cá a casa: 

TROCAS

- Em agosto consegui vender dois livros e trocar outros dois. Estes foram os livros que recebi dessas mesmas trocas.


COMPRAS

- Não resisti à venda privada da 2020 Editora e comprei o livro da esquerda por apenas 5€.
Mais tarde, comprei um Prontuário Ortográfico para estudar e melhorar os meus conhecimentos na área de revisão de texto.


E assim foi o meu mês! Como correu o teu? Chegaram bons livros a tua casa?

quarta-feira, 29 de setembro de 2021

Palavras Sentidas


«O crime deixa cicatrizes permanentes nos que sobrevivem [...]. Para eles, o mundo nunca deixaria de ser uma paisagem semeada de perigos.»


A Última Vítima
Tess Gerritsen 

quinta-feira, 9 de setembro de 2021

"Perto Demais" de Colleen Oakley [Opinião]


Comprei este livro na Feira do Livro do Porto, no ano passado, sentindo-me totalmente cativada pelo título e pela sinopse do livro. Veio parar-me às mãos assim de repente. Até costumo dizer na brincadeira que não fui eu que encontrei este livro, mas sim que ele me encontrou a mim.

Perto Demais fala-nos de uma mulher com um problema muito invulgar: é alérgica a humanos. Jubilee é essa mulher e qualquer toque humano pode matá-la. Por essa razão, durante nove anos, isolou-se de todos, vivendo rodeada de livros. Um dia, contudo, vai precisar de sair da sua zona de conforto e enfrentar o mundo.

Achei a premissa do livro incrível! Embora não esteja provado que esta alergia exista realmente, de acordo com as explicações do livro, ela é uma dermatite de contacto que surge após o contacto com células cutâneas de outras pessoas. A alergia estará também relacionada com a falta de uma proteína no corpo humano.

É um livro que explora muito bem e de forma bem-humorada como é viver com uma alergia assim grave. Qualquer que seja a alergia (alimentar ou outra), ela acaba por trazer complicações para o dia a dia das pessoas.

Paralelamente à história de Jubilee, conhecemos ainda Eric, um homem divorciado, com uma filha que não lhe fala e um filho adotivo que está convencido de que tem poderes sobrenaturais.
Jubilee e Eric vão encontrar-se e surgirá uma dinâmica interessante entre ambos. Talvez eles estivessem a precisar de se encontrar um ao outro.

Além disso, adorei o filho adotivo de Eric, o Aja. É uma criança amorosa e, de certa forma, com alguma dor dentro de si e dificuldades em lidar com essa mesma dor. Entre ele e Jubilee vai também nascer uma relação muito bonita, que tornou este livro especial.

Perto Demais não é propriamente uma comédia romântica, é uma história com uma pitada de drama, uma vez que aborda problemas atuais como o divórcio e o luto.
 
Apesar de tudo, é um livro ternurento que me ofereceu algumas gargalhadas. Gostei bastante de conhecer esta autora e fica a curiosidade de ler outros trabalhos seus.

Classificação: 3/5 estrelas

quarta-feira, 8 de setembro de 2021

Palavras Sentidas


"Não sei nada acerca de amor e de relacionamentos, mas sei que os livros e os filmes podem criar expetativas irrealistas. [...] Mas também que graça teria a vida sem estas fantasias, sem estas expetativas?"


Perto Demais
Colleen Oakley 

quinta-feira, 2 de setembro de 2021

Aquisições: Agosto

O mês de agosto terminou e foi um dos meses mais estranhos da minha vida. Dois acontecimentos importantes (um bom e um mau) arruinaram por completo a minha vontade de ler e a minha concentração.
Assim, consegui apenas ler um livro completo e iniciar um segundo, que espero ser capaz de terminar nos primeiros dias de setembro.

Chegaram apenas dois livros cá a casa e este foi o primeiro mês do ano em que não comprei nenhum livro. Em contrapartida, vendi dois.

Aqui estão os livros que recebi:

PRENDA ANIVERSÁRIO

- As prendas de aniversário não terminaram em julho. No início do mês recebi este livro oferecido pelo meu namorado, depois de lhe ter dado três opções de escolha de livros que queria muito ter. Adorei a escolha final dele!


EMPRÉSTIMO

- Recebi um novo livro da Silvana, no âmbito do nosso projeto de empréstimo conjunto. Fiquei muito contente com a sua escolha, esta leitura vai saber-me bem.


E para ti, foi um bom mês de aquisições literárias?

quarta-feira, 1 de setembro de 2021

Palavras Sentidas


"Dizem que só se aprecia realmente um jardim depois de uma certa idade, e eu acho que há alguma verdade nisso. Provavelmente, tem alguma coisa a ver com o grande círculo da vida."


Viver Depois de Ti
Jojo Moyes