terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

"As Meninas dos Chocolates" de Annie Murray [Opinião]

Gosto de livros que se baseiem em acontecimentos dramáticos da história mundial, como é o caso deste que tem como pano de fundo a 2ª Guerra Mundial e o pós-guerra.

A história dá-nos a conhecer três amigas - Edie, Ruby e Janet - que trabalham na famosa fábrica de chocolates Cadbury, em Inglaterra. As três são jovens muito diferentes, mas têm em comum as atribulações das suas vidas amorosas.

Edie casa-se muito jovem mas, em pouco tempo, perde o marido e o bebé à nascença, o que faz com que tenha de ultrapassar a guerra com esta dor a consumir-lhe o coração. Edie foi a minha personagem preferida ao longo de todo o livro, pela força e coragem que demonstrou e, mais tarde, pela dedicação com que aceitou uma criança que foi deixada aos seus cuidados, durante um bombardeamento.

Janet é a mais velha das três, uma mulher inteligente e bondosa, porém muito magoada com a sua última relação amorosa. Vai encontrar em Edie uma grande amiga e fonte de apoio mútuo.
Por sua vez, Ruby é a personagem mais impulsiva e que menos me cativou pelos seus comportamentos irresponsáveis e promíscuos com os homens.

Além das relações amorosas, este livro aborda também as relações familiares, nomeadamente entre mães e filhas, o que considerei bastante interessante.

No que diz respeito ao contexto da 2ª Guerra Mundial, este acabou por não ser tão intenso como eu esperava ou como já li noutros livros. São apresentados alguns acontecimentos rápidos mas creio que faltou aquele dramatismo e intensidade característicos de situações de guerra.

Em geral, gostei do livro e da escrita fluida da autora; não me deixou deslumbrada mas comoveu-me por diversas vezes e cheguei ao fim com alguma curiosidade em ler o seguinte, que retrata a vida das descendentes destas três amigas.

Classificação: 3/5 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário