terça-feira, 30 de maio de 2017

"A Sombra de um Passado" de Carina Rosa [Opinião]


Este romance foi-me emprestado pela Silvana, que muito gentilmente me deu a oportunidade de ler mais um romance da autora Carina Rosa.

A vida parece correr bem a Clara e Santiago, enquanto constroem a casa dos seus sonhos para viverem com a filha Carolina.
Mas o passado, que nem sempre fica resolvido, está à espreita e prepara-se para abalar a relação do casal. Hugo, ex-namorado de Clara, saiu em liberdade após 10 anos na prisão e quer vingança por Clara o ter abandonado. Está também disposto a tudo para ter Clara de volta.
O reencontro com Hugo traz a Clara as recordações de um passado  que pensou ter esquecido, bem como as inseguranças e o desejo que aquele amor doentio provocou nela quando era uma jovem ingénua e inexperiente.

Tenho lido todos os trabalhos de Carina Rosa (exceto O Escultor, o seu mais recente romance) e tem sido muito bom acompanhar a evolução na escrita da autora, tanto a nível da estrutura e organização da narrativa como também a nível gramatical e da construção frásica.

As personagens são interessantes e credíveis, têm as suas dúvidas, medos e inseguranças como qualquer pessoa. São personagens que poderiam ser reais.
No caso de Clara, nota-se que ainda não ultrapassou completamente o passado, ainda tem sentimentos de culpa que, inevitavelmente,  vão interferir na sua relação atual. Não achei correto que ela não tivesse contado a Santiago o seu passado. Numa relação é fundamental que exista confiança e, neste caso, Clara teve medo que Santiago não compreendesse (quando ele sempre fez tudo por ela) e isso acabou por trazer desentendimentos entre o casal.

Este romance tem uma componente mais dura, mais misteriosa e perigosa. Aborda bastante bem as consequências de um amor doentio, adicionado a uma vida criminosa. Assim, o livro apresenta momentos de perigo, dado que Hugo é um homem perigoso, com uma visão errada do amor e também perturbado pelo seu próprio passado. Não diria que Hugo seja o vilão da história, porque não é; é um homem que também teve os seus azares na vida e nunca aprendeu a demonstrar os seus sentimentos.

O final deu-me a entender que poderia acontecer algo mais dramático, porém acabou por se resolver de forma mais fácil. Já não é a primeira vez que um livro da autora me dá esta ideia; talvez seja porque a autora constrói um clímax bastante sombrio que tem tudo para correr mal para as personagens, e depois acaba de forma completamente diferente.

No geral, foi uma leitura bastante boa, que conjugou o romance com alguns momentos de suspense e perigo. Recomendo a leitura a quem gostar destes ingredientes, a quem apreciar histórias em que o passado tem um papel importante. Não deixem de dar uma oportunidade à literatura portuguesa!

Classificação: 3/5 estrelas

2 comentários:

  1. Dá para perceber que não te arrebatou, mas que foi uma boa leitura. :) Por isso, já me sinto satisfeita.
    Penso que o facto de irmos amadurecendo enquanto leitores faz-nos olhar de forma diferente para os livros que vamos lendo. E pegares neste depois de teres lido um da Colleen Hoover e de ficares com as emoções todas baralhadas acaba por influenciar, mesmo sem querer, as leituras posteriores. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, foi uma leitura boa e ainda continuo a pensar nas personagens, portanto ficou na memória. :)

      Tens razão, o livro da Colleen Hoover pode ter influenciado um bocadinho, deixou-me com uma ressaca terrível e qualquer livro que viesse a seguir iria sofrer um pouco com isso!
      Beijinhos

      Eliminar