sexta-feira, 19 de maio de 2017

"Amor Cruel" de Colleen Hoover [Opinião]


Amor Cruel é já o terceiro romance que leio de Colleen Hoover, autora que me tem deixado apaixonada a cada livro que leio.

Neste romance, conhecemos Tate, uma jovem enfermeira que se muda para a casa do irmão para estudar e trabalhar; e Miles, que mora no mesmo prédio do irmão de Tate e que esconde um passado misterioso.
Após se conhecerem se forma bastante atribulada, Miles e Tate não conseguem resistir à atração que sentem um pelo outro, e envolvem-se numa relação estritamente física. Miles não deseja uma relação amorosa com ninguém e impõe duas regras a Tate: não fazer perguntas sobre o passado, nem esperar um futuro.
Mas o passado não fica em sossego e rapidamente Tate percebe que algo de grave se passou com Miles, deixando-o incapaz de se ligar emocionalmente às outras pessoas.

Inicialmente, as personagens deste livro parecem bastante banais e até já vistas noutros romances do género. Temos, por um lado, a jovem apaixonada que se concentra na carreira e não procura uma relação, e, por outro lado, o rapaz misterioso que esconde um passado terrível.

Colleen Hoover enche as suas personagens de sensibilidade, tornando-as realistas para o leitor, que rapidamente dá por si agarrado às suas vivências. Mesmo as personagens secundárias são cativantes e importantes para o progresso da narrativa. Eu adorei o Comandante, um ternurento velhinho de 80 anos, que ainda trabalha no prédio de Tate e se mostrou um grande amigo e confidente para ela.

A narrativa divide-se entre o passado e o presente, sendo que o passado é contado na perspetiva de Miles e o presente na de Tate. Ambas as linhas narrativas estão muito bem estruturadas e ajudam-nos a conhecer melhor as visões de ambos, assim como a assistir à sua evolução.

Este romance deixou-me com o coração nas mãos, fez-me sentir toda a angústia e tristeza de Miles pelo que sucedeu no seu passado. Nunca ninguém deveria passar pelo que ele passou, foi um sofrimento que nem consigo imaginar.

A autora trabalha as emoções de forma magistral. Torna as suas histórias tão reais, tão marcantes e inesquecíveis.
O final foi absolutamente de cortar o coração; assistir à queda das defesas de Miles, e à força do amor de Tate, foi algo arrebatador. Este livro fez-me chorar copiosamente e ultimamente tem sido raro o livro que me deixa neste estado.

Adorei, adorei, adorei e só posso recomendar que leiam este magnífico romance!

Classificação: 5/5 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário