quinta-feira, 18 de abril de 2013

"Onde Estarás?" de Mary Higgins Clark [Opinião]

"Onde Estarás?" é um dos livros mais recentes de Mary Higgins Clark, tendo sido publicado em 2008.

Esta história aborda o desaparecimento de Charles MacKenzie (Mack), que há dez anos saiu do apartamento que partilhava com colegas e, desde aí, nunca mais foi visto. Contudo, todos os anos obedece ao mesmo ritual: telefonar à mãe no Dia da Mãe.
Carolyn, irmã de Mack, agora com vinte e seis anos, terminou o seu estágio em Direito e está determinada a encontrar o irmão, pois sente que não será capaz de seguir a sua vida enquanto não descobrir o paradeiro dele. Mas estará ela preparada para o segredo que vai descobrir?

Antes de mais, este é um livro que explora bastante o lado emocional, dado que temos uma família Carolyn e a mãe ainda muito transtornada com o desgosto de não saber onde se encontra o Mack, mesmo após dez anos. Para elas, todos os anos, o Dia da Mãe é uma tortura, pois ficam agarradas ao telefone na expectativa de ouvir a voz dele, embora sempre com medo que ele tenha desistido do telefonema habitual.

Carolyn inicia então a sua investigação, decidindo dar os mesmo passos que foram dados há dez anos, e entrevistando novamente as mesmas pessoas, de alguma forma relacionadas com Mack, na esperança de que lhe possam fornecer novas pistas.

Algum tempo depois, num dia à noite, desaparece uma jovem à saída de um bar. Mas esta rapariga não foi a única a desaparecer nos últimos anos. Assim, a investigação policial vai-se intercalando com a de Carolyn.

A autora criou uma grande variedade de personagens que, no início, me confundiu um pouco, pois estavam a ser apresentadas isoladamente. As relações entre elas só mais tarde é que se tornaram percetíveis e, por esta razão, o livro não me cativou muito durante as primeiras cem páginas.
A história tornou-se muito mais viciante à medida que iam surgindo as relações entre as personagens. Além disso, a autora foi distribuindo o suspense ao longo do livro e só explicou tudo mesmo no fim. Fiquei surpreendida com o final, que não era bem o que eu esperava, mas gostei imenso da forma como a autora arquitetou toda a história.

Em conclusão, recomendo vivamente, não só este livro, como também a sua autora que é obrigatória para quem é fã de policiais.

Classificação: 4/5 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário