terça-feira, 3 de outubro de 2017

"Insurgente" de Veronica Roth [Opinião]


Insurgente é o segundo volume da série Divergente, de Veronica Roth.

Quatro anos após ter lido o primeiro volume, iniciei-me na leitura do segundo e talvez tenha sido por isso que senti que a leitura me custou mais. Já não me lembrava tão bem dos acontecimentos do final do primeiro livro e não me sentia tão próxima das personagens.

Este livro inicia-se com as problemas que surgiram após o livro anterior. As fações estão em choque, à procura de aliados, e a guerra aproxima-se.

Durante toda a confusão e os perigos que surgem, Tris tenta procurar o seu caminho, lidar com a culpa e a perda. É uma personagem que se mostra um pouco desprendida da vida, tendo atitudes que a colocam em risco. Por um lado, compreendo perfeitamente que ela se sentisse assim, mas por outro, gostava de ter visto mais daquela garra que a caracterizava no volume anterior e que, desta vez, só se manifestou nos últimos capítulos do livro.
O desenvolvimento do romance de Tris e Tobias foi uma parte importante da narrativa, tendo-se tornado algo mais maduro com a aproximação de ambos.

A escrita da autora continua impecável, super fluida e com bastante ação. Há sempre alguma coisa a acontecer, pelo que o livro é muito dinâmico. O que mais me entusiasmou foi poder saber mais acerca dos Divergentes e, principalmente, aquele final que me deixou mais curiosa e com as expectativas elevadas para o terceiro volume da série. Espero poder lê-lo brevemente!

Classificação: 3/5 estrelas

1 comentário: