segunda-feira, 11 de junho de 2018

"A Mulher Entre Nós" de Greer Hendricks & Sarah Pekkanen [Opinião]


Quero desde já agradecer à editora Suma de Letras pela gentil oferta deste exemplar, que me deu oportunidade de conhecer um interessante thriller de duas autoras americanas.

São-nos apresentadas duas personagens centrais deste romance: a recém-divorciada Vanessa, de 37 anos, deprimida e com dificuldade em endireitar a sua vida depois do casamento fracassado com Richard, que era tudo para ela.
Do outro lado, conhecemos Nellie, a nova noiva de Richard, apaixonada e muito entusiasmada por estar prestes a casar-se com o homem perfeito.

Desde que li a sinopse, e após iniciar a leitura, acreditei que este livro se trataria de uma história obsessiva de uma mulher ciumenta a tentar impedir a todo o custo o próximo casamento do seu ex-marido.

Fiquei entusiasmada e comecei a estar atenta, à procura de coisas que não batessem certo neste casamento. A verdade é que ninguém é perfeito e o interessante neste tipo de livros que abordam casamentos é tentar descobrir o que está errado.

Nos capítulos iniciais, não estava a conseguir sentir empatia pelas personagens. Não estava a simpatizar com Vanessa, sempre demasiado frustrada com tudo à sua volta, mas também achava que havia qualquer coisa artificial em Nellie.

Antes de eu ter tempo de suspeitar do que quer que seja, eis que surge uma reviravolta que muda tudo, incluindo a forma como estava a ver as personagens e a própria história.
A partir daqui, a história adquire um rumo completamente diferente, fugindo ao que eu estava a imaginar, embora continuasse interessante.
Ganhei nova simpatia por Vanessa e foi mais fácil compreender tudo aquilo por que ela tinha passado e a razão das suas ações tão suspeitas.

Por vezes, a leitura pode parecer um pouco morosa, mas o suspense acaba por estar sempre presente. Não é um daqueles livros que nos enerva ao ponto de roermos as unhas, mas vai alimentando a curiosidade do leitor.

O final não é daqueles de grande intensidade, mas acaba por surpreender. O epílogo apresenta uma nova situação, que só peca por não ter sido mais desenvolvida.

No geral, posso dizer que embora não tenha sido um dos melhores thrillers que li, é uma leitura que entretém bastante e que poderá ser uma boa aposta para os dias de verão.

Classificação: 3/5 estrelas

Nota: Este livro foi-me cedido pela editora em troca de uma opinião honesta.

Sem comentários:

Enviar um comentário