segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

"A Dália Azul" de Nora Roberts [Opinião]

A Dália Azul é o primeiro volume da trilogia No Jardim, da autoria de Nora Roberts, autora que dispensa apresentação.

Esta série decorre em torno de uma casa mergulhada em história e de um próspero negócio de jardinagem, onde três mulheres vão desenterrar as memórias do passado e descobrir um segredo avassalador.
A Dália Azul apresenta-nos a história da primeira dessas mulheres - Stella Rothchild - que perdeu precocemente o seu marido e agora, juntamente com os seus dois filhos pequenos, regressa às suas raízes e a uma nova vida na Harper House, onde encontra um emprego no centro de jardinagem. Ao mesmo tempo, sente uma forte atração pelo paisagista Logan Kitridge, mas há alguém naquela casa que não está contente com o romance e tudo fará para o destruir.

Esta é uma história contemporânea com um toque de sobrenatural, dado que existe um fantasma na mansão Harper que vai complicar imenso o romance entre Stella e Logan. Claro que eles não precisavam de nenhum fantasma para que a sua relação fosse complicada, isto porque Stella é uma mulher muito organizada, que planeia tudo ao pormenor, enquanto Logan é a desorganização em pessoa. Mais diferentes não poderiam ser!

Estas duas personagens deliciaram-me ao longo da história; inicialmente embirraram um com o outro e passavam o tempo a discutir e a autora escreveu as cenas tão bem que era possível sentir ali a faísca e a irritação que sentiam. Senti-me solidária com a Stella, pois também eu gosto imenso de ter tudo organizado e bem planeado.

O livro não se encontra centrado apenas em Logan e Stella; também conhecemos bastante bem a Rosalind Harper e a jovem Hayley (que serão protagonistas dos próximos volumes), bem como o filho de Rosalind, os dois filhotes de Stella e o fantástico David.

As partes relativas à jardinagem, às plantas e ao negócio não me aborreceram minimamente; pelo contrário, até gostei imenso de ler e perceber como se gere um negócio deste género.

É um livro repleto de personagens e de momentos que me aqueceram o coração. A autora tanto me fazia rir às gargalhadas, como no momento seguinte me deixava de lágrima no canto do olho. Compreendo a razão por que Nora Roberts é tão acarinhada, principalmente pelo público feminino. Ela escreve histórias realmente fantásticas!

Este primeiro volume desvenda apenas um pouco da história do fantasma, pelo que estou mesmo ansiosa por prosseguir a leitura.
Quanto a vocês, se são fãs da autora e ainda não leram esta trilogia, então não percam mais tempo. Prometo que este primeiro volume não vos vai desiludir!

Classificação: 4/5 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário