sábado, 16 de abril de 2016

"Quando a Neve Cai" de John Green, Maureen Johnson e Lauren Myracle [Opinião]


Este livro junta três autores norte-americanos de ficção para jovens adultos. Eu só conhecia o John Green, do qual já li vários livros, e foi bom ter a oportunidade de conhecer duas novas autoras.

O leitor é presenteado com três contos, todos passados numa pequena cidade da Carolina do Norte, durante uma das maiores tempestades de neve dos últimos cinquenta anos.

O livro inicia-se com o conto de Maureen Johnson - O Expresso Jubilee. Este conto foi o meu preferido, dado que conseguiu ser divertido, muito romântico e cativou-me com as personagens, as peripécias que elas viveram e as tradições natalícias.

O conto do John Green - Um Milagre de Natal Fantabulástico - acabou por me desiludir um pouco. Retrata uma corrida de três amigos, pela neve, até à Waffle House, com diversas atribulações pelo caminho. Penso que foi o conto em que mais me ri, mas creio que isto aconteceu porque os diálogos e as piadas eram parvas e não propriamente divertidas. No final ainda surge um romance, que achei muito forçado e com pouca emoção.

O terceiro conto - O Santo Patrono dos Porcos - , da autoria de Lauren Myracle, voltou a melhorar. A personagem principal é uma adolescente que faz dramas de tudo o que lhe acontece na vida e só se preocupa com os seus problemas. Quando as amigas lhe dizem que é egocêntrica, embora ela não goste de ouvir a verdade, aos poucos começa a compreender que elas têm razão e que esse egocentrismo poderá prejudicar as suas amizades.
Este conto também apresenta situações caricatas e o mais interessante, na minha opinião, foi a lição que a autora deixou aos jovens de que não devemos pensar unicamente em nós, nem pensar que somos os únicos a ter problemas. É importante pensar nos outros e ajudá-los, se queremos manter as nossas relações de amizade e amor.

No geral, gostei imenso de como os autores interligaram as histórias e estruturaram contos leves, ternurentos e capazes de aquecer o coração dos leitores. Apesar de ter lido o livro em abril, penso que será ideal para ler durante a época natalícia, em frente à lareira.

Classificação: 3/5 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário