sábado, 25 de março de 2017

Projeto Conjunto | Empréstimo Surpresa [Desafio]


Já terminei o segundo livro que a Silvana me enviou este ano - Caçadores de Cabeças - e aqui está o desafio que ela me propôs.

DESAFIO:

O Ingrediente secreto

Os thrillers são um género muito particular da literatura que cativam algumas pessoas que adoram livros.
Sei que é um género que te dá algum prazer ler e no qual gostas de descobrir novos autores e novas estórias.
Assim, que tipo de “ingredientes” terão que estar presentes nos livros deste género para que lhes atribuas a pontuação máxima?
Que “ingrediente(s)” faltou(aram) ao Caçadores de Cabeças para lhe poderes atribuir uma pontuação mais elevada?

A MINHA RESPOSTA:

Os thrillers/policiais/mistérios são os livros que mais prazer me dão ler e que, felizmente, tenho conseguido ler mais ultimamente.
Curiosamente, são os livros que mais me custam a pontuar; tanto me é difícil atribuir a pontuação máxima, bem como a mínima. As pontuações mais baixas são mais fáceis de atribuir, basta que o livro não me cative, não me desafie e não tenha nenhum ingrediente que torne a leitura excitante. Já li policiais que quase me fizeram adormecer, mas felizmente foram só dois, pelo que me recordo.
Porém, as pontuações altas (principalmente as máximas) acho-as bem mais difíceis de atribuir, talvez porque os livros são todos diferentes, uns mais excitantes, outros com mais suspense, outros mais violentos, outros mais aterrorizadores, que sinceramente tenho dificuldade em compará-los e dizer que este é melhor que aquele.
Penso que nunca atribuí a pontuação máxima a um livro deste género, mas já houve sérios candidatos. Fico sempre a pensar que um dia vou encontrar um livro melhor que aquele!
Assim, quanto aos "ingredientes", posso referir que o livro deve ter uma boa história e bem estruturada, que o autor seja capaz de nos surpreender, que a leitura se torne viciante e que seja doloroso pousar o livro, que haja suspense, tensão, muitas reviravoltas e que também haja, de preferência, um bocadinho de sangue.
O que faltou então ao Caçadores de Cabeças para não lhe ter atribuído uma pontuação mais alta? Só para relembrar quem não leu a minha opinião, eu atribuí 3 estrelas, embora talvez pudesse ter dado as 4. Não foi difícil familiarizar-me com o estilo do autor, apenas não achei o início tão frenético como já encontrei noutros livros. O final foi muito bom e o que mais me surpreendeu foi a forma como o autor nos manipulou e nos fez ver os acontecimentos de três formas diferentes. Por este final, já valeu a pena!

Silvana, gostei de responder a este desafio. Agora será a tua vez de receberes o próximo livro!

1 comentário:

  1. Gostei da tua resposta e concordo, é muito complicado classificar este género de livros. São escritos sobre perspectivas tão diferentes que nos fazem vacilar na altura de lhe darmos alguma classificação.
    Venha ele. :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar