quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

"Lembranças Macabras" de Tess Gerritsen [Opinião]


Tem sido fantástico acompanhar esta série de Tess Gerritsen! Por um lado, apetece-me ler o mais depressa que consigo; por outro, quero poupar os livros, uma vez que já só tenho mais dois por ler na estante.

Lembranças Macabras inicia-se com a descoberta de uma múmia numa cave de um museu em Boston. Acredita-se que terá cerca de dois mil anos. Contudo, durante a tomografia que é feita à múmia, a Doutora Isles faz um achado terrível: este cadáver é afinal uma vítima de homicídio dos tempos modernos.

À medida que aparecem outros cadáveres, torna-se claro para os investigadores que estão perante um assassino perigoso. E tudo se complica quando Josephine Pulcillo, uma das arqueólogas do museu, começa a ser perseguida.


Gostei imenso da temática deste livro. A autora fala bastante de arqueologia e de técnicas de mumificação e conservação de cadáveres. Assim, a par de uma história repleta de suspense, encontramos também um lado mais didático, o que, no meu caso, me permitiu adquirir alguns conhecimentos acerca de uma área sobre a qual pouco ou quase nada sei.

Este livro debruçou-se bastante sobre a investigação, centrando-se também na vida de Josephine, uma personagem misteriosa com um passado complicado e muitos segredos.

Os últimos capítulos revelaram-se extremamente bons, uma vez que, após Josephine ter sido raptada, os detetives se viram numa autêntica corrida contra o tempo para a encontrar com vida.

Lembranças Macabras conseguiu cativar-me bem mais do que o livro anterior da série, o que aumenta as minhas expectativas em relação aos livros seguintes.

Para quem nunca leu Tess Gerritsen, fica aqui a recomendação: é uma autora obrigatória para os fãs de policiais e thrillers!

Classificação: 4/5 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada pelo teu comentário e pelo tempo que dedicaste a ler o que escrevi!