sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

"Os Jogos da Fome" de Suzanne Collins [Opinião]

Há bastante tempo que andava para começar esta trilogia que tem sido tão falada e tão aplaudida. Foram as muitas opiniões positivas que me levaram a querer conhecer este fenómeno literário.

O livro passa-se num futuro pós-apocalíptico, numa nova nação dividida em 12 Distritos – Panem – que surgiu das cinzas do que foi a América do Norte, e é governada pela Capitol através de um regime totalitário.
Todos os anos se celebram os Jogos da Fome e são escolhidos dois adolescentes de cada Distrito para participar neste espetáculo sangrento onde o lema é «matar ou morrer» e de onde só um poderá escapar com vida.

Aviso já que este livro é de leitura compulsiva, é impossível de largar e lê-se de um só fôlego. Eu iniciei-o numa manhã e na tarde do dia seguinte já o tinha devorado.
Tudo neste livro é fascinante: a escrita da autora, as personagens, a história, o suspense a cada página e o final surpreendente!

Começando pela escrita da autora, achei-a excelente, tão simples e acessível, mas repleta de emoção e drama.

A história é de uma originalidade imensa; os Jogos da Fome são uma espécie de reality show macabro e sangrento, que serve de diversão aos habitantes de Panem, uma vez por ano. Os concorrentes são apresentados em exuberantes festividades e, após alguns dias de treino, são lançados na arena, onde terão de fazer tudo para sobreviver. Enquanto eles lutam, caçam, procuram água e refúgio e se matam uns aos outros, os espectadores fazem apostas naquele que acham que será o vencedor. Além dos perigos já existentes na arena, os jogadores ainda têm de enfrentar armadilhas lançadas pelos Produtores dos Jogos, de forma a manter a emoção e a quebrar a monotonia.
É terrível assistir a toda a angústia, sofrimento e luta dos concorrentes; este livro é bárbaro e deixa-nos a pensar em muitas questões mas, e tenho de admitir, é por isto mesmo que ele é tão espetacular.

As personagens são muitas, para todos os gostos, e destaco evidentemente a Katniss, uma jovem forte, corajosa e destemida, muito madura e responsável. Ela sim, é uma personagem em condições e fiquei muito contente por ter o prazer de entrar num mundo onde existe uma personagem tão rica.
Quanto ao Peeta, o jovem que está apaixonado por Katniss, confesso que não me cativou muito. Havia alturas em que gostava dele, mas havia outras em que não gostava.
Estou curiosa acerca do Gale e espero que os próximos volumes explorem melhor esta personagem.

Havia muito mais a dizer sobre este livro que já entrou para a lista dos meus preferidos de sempre, mas vou limitar-me apenas a recomendar a sua leitura, caso ainda não o tenham feito. Leiam e preparem-se para uma história incrível, intensa e inesquecível!

Classificação: 5/5 estrelas

2 comentários:

  1. Estou a começar de ler este livro e vi o filme no fim de semana. No filme tb não senti muita empatia pelo Peeta, vamos ver como corre no livro :)

    ResponderEliminar
  2. Arttemizza, eu vou ver o filme num destes dias :)
    Boa leitura!

    ResponderEliminar