terça-feira, 11 de junho de 2013

"Demência" de Célia Correia Loureiro [Opinião]

Demência proporcionou-me a oportunidade de conhecer uma nova autora portuguesa. Ultimamente tenho tentado dar mais atenção à literatura nacional que tem vindo a crescer imenso e a trazer-nos boas novidades e surpresas.

Posso dizer que este livro, que nos transporta para uma aldeia beirã, me deixou curiosa desde o início. Estranhei um pouco a escrita durante as primeiras páginas, mas isso deveu-se unicamente ao facto da minha leitura anterior ser mais fluida. Quando se inicia um livro logo após se terminar outro, é necessário algum tempo de adaptação à escrita do novo livro, o que é normal, pelo menos para mim.

Como referi, apesar de ter estranhado a escrita no início, acabei por ler o livro em poucos dias. É bastante descritivo, mas a história não tem momentos parados, pelo que essas descrições são muito bem-vindas. A escrita é muito cuidada e dá para perceber que a autora está bastante à-vontade com as palavras.

A organização da história cativou-me principalmente pela forma como a autora foi alternando entre o presente e o passado. Estas mudanças temporais não geram qualquer confusão e foram inseridas no texto com grande habilidade. Foi um dos aspetos que mais despertou a minha admiração.

Gostei também das temáticas escolhidas a demência e a violência doméstica ambas muito atuais e nada fáceis de trabalhar. A violência doméstica é sempre um tema complicado e devo dar os parabéns à autora pela carga dramática que inseriu no seu livro.

As personagens estão muito bem construídas e de forma bem credível, tanto as principais como as mais secundárias. Gostei muito da Letícia, da sua força e determinação; das meninas Luz e Maria, tão amorosas; e do Sebastião, um velhote encantador. A história dele e da Olímpia comoveu-me imenso!
Depois existem as outras personagens, os habitantes da aldeia que, com toda a sua mesquinhez, chegavam a tornar-se irritantes. Infelizmente, na realidade atual, ainda existem pessoas com este tipo de mentalidade.

Em jeito de conclusão, esta é uma história sobre amor incondicional e sobrevivência, sobre amizade e perdão, sobre coragem e fé nas segundas oportunidades. O livro foi uma grande surpresa e merece absolutamente ser lido!
Parabéns à autora pela sua obra e eu cá estarei para acompanhar o seu percurso literário!

Classificação: 4/5 estrelas

2 comentários:

  1. Obrigadíssima pela simpática review :)

    Tens que ler O Funeral ;)
    Está em promoção!

    qlq coisa contacta-me em ccorreialoureiro@gmail.com

    Beijinhos,

    ResponderEliminar
  2. Célia, foi um prazer ler e partilhar a minha leitura :)

    Sim, vou ler de certeza!

    Beijinho

    ResponderEliminar