quinta-feira, 4 de julho de 2013

Palavras Sentidas


“Antes de te encontrar, julgava que tinha de haver em cada amor uma razão que fosse essencial conhecer. Mais tarde dei-me conta de que, afinal, o mais belo amor é o que não tem nenhuma. Basta um corpo, um sorriso, uma forma qualquer de estar, para ele acontecer.
Hoje sei que o que importa quando se ama é amar simplesmente, amar sempre, à revelia das razões que estorvam, dos medos que proíbem. É esse o mais belo amor. De onde vem, para onde me leva, já não quero saber.”

A mais bela nas alturas
Rui Vicente

1 comentário: