terça-feira, 2 de julho de 2013

"Três Metros Acima do Céu" de Federico Moccia [Opinião]

O primeiro livro que li de Federico Moccia foi "Desculpa, mas vou chamar-te amor" e, nessa altura, adorei-o!

Fiquei mesmo contente quando me deparei com o romance "Três Metros Acima do Céu" na biblioteca!
Tal como já é hábito neste autor, este é mais um romance que aborda a temática da adolescência, mais especificamente o fim da adolescência.
Babi e Step são dois jovens provenientes de dois mundos completamente diferentes. Babi vem de boas famílias, é uma rapariga certinha, bonita e endinheirada. Step é um rapaz problemático, de carácter violento e amante da velocidade e do risco.
Após alguns encontros casuais, os jovens vão sentir-se atraídos um pelo outro, nascendo entre eles uma linda história de amor.

Gosto imenso da escrita desde autor, por ser extremamente fluida, cativante e por captar muito bem tanto os momentos mais divertidos, como os momentos mais tristes e que comovem o leitor. Graças a esta escrita quase nada descritiva, é muito fácil ler o livro como se estivéssemos a ver um filme.

A história é muito bonita e acaba por nos relembrar a nossa própria adolescência, com os seus dramas, as amizades, as relações com os professores e com os pais, as aventuras e a descoberta do primeiro amor.
No início, estranhei um pouco as constantes cenas de violência, mas isso permitiu-me compreender o porquê de Step ter-se tornado um jovem tão problemático. Depois a história melhorou muito e li o livro num fôlego.
Só gostava de fazer uma referência ao final que, na minha opinião, foi demasiado brusco. Creio que era possível comover mais o leitor se fosse um pouco mais desenvolvido.

Para concluir, é uma história muito bonita, emocionante e que recomendo, principalmente ao público mais juvenil!

Classificação: 4/5 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário