terça-feira, 25 de abril de 2017

"O Universo nos Teus Olhos" de Jennifer Niven [Opinião]


Começo por agradecer à Nuvem de Tinta (chancela da Penguin Random House Grupo Editorial) por me ter enviado um exemplar deste livro. Não conhecia a autora, e esta foi uma oportunidade muito boa de me estrear com as suas obras.

O Universo nos Teus Olhos é um romance young adult, escrito, segundo as palavras da autora, para adolescentes que se sentem incompreendidos. Esta é uma história com uma mensagem muito bonita, sobre a importância de vermos e sermos vistos.

Ao contrário de muitos livros dentro do género, que nos apresentam jovens bonitos, sedutores e ricos, este oferece-nos uma maior variedade de personagens com problemas reais.

Libby, outrora a rapariga mais gorda dos Estados Unidos, ultrapassou a dor e a humilhação e está desejosa de recomeçar a viver e de conseguir ser tudo o que quer. É uma personagem muito carismática, com uma enorme força interior, que não se deixa afetar pelo peso que tem e continua a lutar pelos seus sonhos.
O problema da obesidade encontra-se bastante bem retratado neste livro, principalmente pela forma como os outros veem a pessoa obesa. É uma temática que continua a ser extremamente atual e que nem sempre é abordada nos livros.

Por sua vez, Jack é um adolescente que sofre de prosopagnosia, uma doença real que consiste na incapacidade de reconhecer rostos. Jack não consegue identificar ninguém pelos traços do rosto, é como se todas as pessoas fossem desconhecidos para ele, mesmo a família e as pessoas que ama. Ele identifica as pessoas através de outras características pessoais, tais como a voz, a altura, a forma ou cor do cabelo, entre outras.
Gostei imenso de ler sobre esta doença e de perceber toda a pesquisa que a autora fez, de forma a transportar para o livro como é viver com prosopagnosia.

O romance que vai surgindo entre estas duas personagens é amoroso, embora tenha havido algumas peripécias devido às diferenças entre ambos, o que ajudou a tornar o romance mais credível.
A narrativa vai alternando entre o presente e o passado, de forma a dar-nos a conhecer melhor a história de Libby e de como ela superou todos os obstáculos e chegou ao momento presente com aquela força interior tão inspiradora.

Acredito que este é um romance muito interessante tanto para jovens como para adultos, pois transmite-nos a mensagem de que todos somos importantes e desejados, independentemente do nosso aspeto físico e de outros problemas que tenhamos.

Na minha opinião, é também um livro que poderia ser lido nas escolas para trabalhar com os adolescentes temáticas como o respeito pelos outros e pelas diferenças, a empatia, e a capacidade de confiar em si próprio.

Classificação: 3/5 estrelas

Nota: Este livro foi-me cedido pela editora em troca de uma opinião honesta.

4 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá Maria,
      Nem sempre nos podemos fixar muito nas estrelas, até porque nem sempre é fácil classificar os livros numa escala de 0 a 5. :)
      Continuo a achar que é uma boa sugestão de leitura, independentemente das estrelas que dei!

      Beijinhos e boas leituras

      Eliminar
  2. Só literatura light... Vou suspender a subscrição das vossas publicações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Luísa. Está no seu direito de deixar de ler o meu blog, se assim o desejar. Felizmente vivemos num país livre, onde cada um pode escolher o que quer ler, e só temos é de respeitar que os gostos das outras pessoas podem ser diferentes dos nossos.

      Além disso, não acho que ler algo mais "light" seja condenável, até porque o importante é ler. Se o que escolhemos é um bom ou um mau livro, se é "light" ou mais pesado, só diz respeito a cada um de nós.

      Fiquei com curiosidade acerca das suas leituras. Que livro(s) menos "light" me recomendaria?

      Desejo-lhe boas leituras.
      Denise

      Eliminar