sexta-feira, 7 de setembro de 2012

"O Regresso" de Victoria Hislop [Opinião]

Tinha imensas expetativas em relação a esta autora, que tem sido muito acarinhada e recebido críticas muito positivas aos seus livros. As pessoas com quem troquei ideias disseram-me que o melhor livro dela era "A Ilha", mas foi por este que comecei.

"O Regresso" conta-nos, paralelamente, duas histórias. A primeira passa-se em 2001, em Granada, quando Sonia Cameron vai passar uns dias a esta cidade para ter aulas de dança. Pouco depois, as conversas com o dono de um sossegado café e algumas fotografias antigas levam-na a querer conhecer a história da devastadora Guerra Civil Espanhola.
A segunda história decorre 60 anos antes, quando o café era a casa da família Ramirez. Em 1936, um golpe militar liderado pelo General Franco leva a uma guerra civil que acabou por destruir todo o país. É-nos dada a conhecer toda a história desta família dividida pela política e pela tragédia.

Desde já, devo dizer que achei este livro bastante difícil de ler e poucas vezes ele me conseguiu cativar. Uma grande parte do livro é dedicada à descrição da guerra espanhola, portanto são apresentados bastante factos históricos. A narrativa é densa, tem muita informação que não se assimila facilmente, daí que se torne cansativo ler vários capítulos seguidos.

As descrições da guerra e da política foram as mais maçadoras para mim. No entanto, comecei a sentir-me afeiçoada pelas personagens da família Ramirez e, apesar de esforço que a leitura requeria, continuei a virar as páginas para conhecer o final da história.

Dou os parabéns à autora pela vasta pesquisa que fez para a criação desta obra. Além de aspetos relacionados com a guerra, neste livro encontramos também bastantes descrições das danças espanholas, das touradas e da própria cultura do país.

A minha esperança de que o livro haveria de melhorar acabou por se concretizar na parte final (sensivelmente as últimas 100 páginas), que se revelou muito mais apelativa para mim e extremamente comovente.

Não quero, com a minha opinião, influenciar ninguém a não ler este livro. Acho que devem conhecer a autora (caso ainda não tenham lido nada dela), viver a experiência de leitura e formular a vossa própria opinião. Eu estou disposta a ler outro romance dela; assim que for possível, tentarei ler "A Ilha".

Classificação: 3/5 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário