domingo, 10 de agosto de 2014

"Espero por ti em Paris" de Diana Mendonça e David Marle [Opinião]

Li este pequeno livro numa tarde, num par de horas. É a leitura ideal para descontrair após livros mais pesados e intensos.

Esta é a história de Carolina e Philippe, dois jovens que viveram um romance aos 20 anos, embalados pela bela cidade de Paris. Contudo, o destino acaba por separá-los, obrigando-os a marcar encontro para cinco anos depois.
Agora, Carolina está no topo da Torre Eiffel, à espera de Philippe e recordando os sonhos do passado. Será que ele vai aparecer? E será que os contos de fadas existem fora das folhas de papel?

Espero por ti em Paris é o primeiro romance de Diana Mendonça e David Marle. Achei a escrita simples, bonita e muito agradável, mas verifiquei um excesso de "frases feitas" e clichés comuns.

A história encontra-se bem estruturada e o final em aberto deixa o leitor a imaginar qual terá sido o desfecho desta história de amor.

Não gostei muito da personalidade de Philippe aos 20 anos; achei-o imaturo e irritou-me que estivesse sempre a choramingar por não conseguir realizar o seu maior sonho. Por um lado,  compreendo que deve ter sido muito frustrante para ele mas, por outro, não gostei da sua atitude.

O livro aborda igualmente a temática das relações à distância, com a qual infelizmente estou muito familiarizada, e por isso fui capaz de sentir na pele as dificuldades por que eles passaram.

Em conclusão, esta não é uma história que vá permanecer muito tempo na minha memória, no entanto ajudou-me a relaxar e permitiu-me conhecer mais um trabalho de dois autores portugueses.

Classificação: 2/5 estrelas

2 comentários:

  1. A parte do "...final em aberto..." deixou-me logo pé atrás, uma das coisas que mais detesto, seja em livros ou filmes ou na vida em geral são coisas que não têm um principio, meio e fim.
    Gosto sempre de saber precisamente como acabou, sem segredos ou pelo menos que nada fique por contar ou perdido em mistério.
    Que no final se perceba tudo.
    No entanto gostei de ler a opinião, muito bem estruturada. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário.
      Eu normalmente também não gosto de finais em aberto, gosto de saber como acaba e que tudo nos seja explicado.No caso deste livro, não fiquei muito chateada, talvez por não me ter ligado tanto à história, mas como romântica incurável que sou, é óbvio que imaginei um final agradável para as personagens :)

      Eliminar