quinta-feira, 7 de agosto de 2014

"Tríptico" de Karin Slaughter [Opinião]

Tríptico é a minha estreia com as obras de Karin Slaughter. Não conhecia esta autora, mas a verdade é que ela já vendeu 30 milhões de exemplares em todo o mundo.

Antes de mais, devo dizer que adoro a capa deste livro; tudo nela é hipnotizante!

Tríptico conduz-nos para uma história dividida em três partes. Na primeira, conhecemos o dia-a-dia de Michael Ormewood, detetive da Polícia de Atlanta, que é chamado à cena de um brutal homicídio num bairro social.
A segunda parte apresenta-os Jonathan Shelley, um homem que se encontra em liberdade condicional (a tentar recomeçar a sua vida) após cumprir pena de prisão pela violação e homicídio de uma jovem, 20 anos antes. Esta parte contextualiza o presente e o passado de John, até ao momento em que ocorrem os acontecimentos vivenciados por Michael Ormewood. Aparentemente, os dois homens não parecem ter nada em comum, mas é então que a autora decide lançar a primeira bomba...
Segue-se a terceira parte, a qual descreve a investigação levada a cabo pelo agente especial Will Trent, ajudado pela detetive Angie Polaski.

Este policial não obedece à fórmula habitual encontrada nos livros do género, isto é, a procura pelo assassino. Neste livro, conhecemos o assassino desde muito cedo e, por isso, a ação centra-se nos passos dados pelos investigadores de forma a desvendarem este crime.
Para mim, a identidade do assassino foi uma surpresa, até porque cheguei a sentir uma certa compaixão por essa personagem antes de descobrir que afinal era responsável por crimes tão hediondos.

A autora atribui grande destaque ao passado das personagens principais; todas estão, de uma forma ou de outra, vulneráveis e perturbadas pelo passado. Essa vulnerabilidade está bem presente no decorrer da história, e é transportada para o leitor que rapidamente se começa a sentir impressionado pelos segredos perturbadores das personagens.

Este é um thriller intenso, inquietante e de leitura compulsiva, que nos envolve num clima tenso e sombrio. A estrutura do texto está excelente e as reviravoltas chocantes vão surgindo de forma extremamente habilidosa.

Apesar da dificuldade que habitualmente sinto em classificar os policiais e thrillers, atribuí 5 estrelas a este livro pois acredito que merece um destaque especial que o permita distinguir de outras leituras do género.

Recomendo este livro sem qualquer reserva a quem desejar envolver-se numa história fascinante e onde as emoções são de alta intensidade!

Classificação: 5/5 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário