terça-feira, 19 de junho de 2012

"Mil Noites de Paixão" de Madeline Hunter [Opinião]

Esta foi a minha estreia com a autora Madeline Hunter e posso desde já dizer que me agradou bastante o que li.

Neste romance, conhecemos Ian de Guilford – um cavaleiro sedutor, fogoso, ao qual nenhuma mulher consegue resistir e que recebeu a alcunha de Senhor das Mil Noites – e Lady Reyna – uma mulher virtuosa, pura, inteligente, corajosa e matreira, que prefere morrer a quebrar uma promessa ou um voto. Ambos pertencem a terras inimigas e Reyna vai conhecer Ian quando, ao fazer-se passar por cortesã, põe em prática um plano desesperado para salvar o seu povo. Mas rapidamente se apercebe de que subestimou o seu inimigo, que fica disposto a tudo para a subjugar à sua vontade. Irá Reyna ceder aos avanços deste sedutor homem?

Madeline Hunter criou duas personagens que, a princípio, parecem o cliché típico: a mulher virtuosa e o cavaleiro irresistível, que vão jogar ao gato e ao rato até um deles sucumbir ou desistir. Houve evolução das personagens ao longo da narrativa, mas algo bastante previsível que não me cativou tanto.

Porém, a autora conseguiu colocar a imprevisibilidade na história que construiu, repleta de guerras entre famílias, de luta pelas terras, de mentiras, segredos e traumas no passado das personagens, traições e mistérios que me prenderam ao longo de todo o livro. A cerca de 130 páginas do fim, o romance melhorou muito, pois começaram a surgir imensas reviravoltas e a ser revelados todos os segredos.
A tudo isto, juntam-se ainda as descrições sensuais e bem elaboradas de algumas cenas de amor, que tornam a leitura perigosamente deliciosa.

Senti-me bastante contente com esta leitura e tenho curiosidade em conhecer mais romances da autora. Quanto a este livro, recomendo a quem apreciar a mistura de romances históricos simples, com uma pitada de erotismo e sensualidade.

Classificação: 4/5 estrelas

Sem comentários:

Enviar um comentário